Vacinação Heteróloga: O epidemiologista Dr. Wanderson Oliveira destaca os benefícios dessa estratégia para o Brasil

O epidemiologista Wanderson Oliveira conversou com a equipe da Impulso para esclarecer do que se trata a vacinação heteróloga e como essa estratégia pode ser fundamental para acelerar o ritmo de vacinação no Brasil.

A vacinação heteróloga consiste na aplicação da segunda dose de uma vacina após a aplicação da primeira dose de outra. Ela já vem ocorrendo em alguns países como Canadá e Espanha. Os resultados preliminares de estudos internacionais já indicam que o uso de Pfizer como segunda dose em esquema heterólogo aumenta as respostas de imunidade celular obtidas após a dose inicial de AstraZeneca.

Segundo o Dr. Wanderson a aplicação da combinação de vacinas pode acelerar a vacinação e beneficiar, por exemplo, as gestantes. No Brasil, cerca de 50 mil grávidas receberam a primeira dose de AstraZeneca, porém essa vacina deixou de ser recomendada ao grupo. A aplicação da segunda dose de Pfizer seria importante para dar uma maior proteção ao grupo de gestantes, aponta o epidemiologista.

A combinação de vacinas pode auxiliar o Brasil a acelerar o processo de imunização. Por isso, é fundamental estar atento às evidências das pesquisas científicas internacionais para adotar a estratégia de combinação de vacinas rapidamente.