Receba novidades sobre serviços e produtos gratuitos em saúde pública para governos:

Equipe do Projeto Indicadores de Saúde Mental vai a Aracaju-SE e iniciativa é tema de reportagem da TV Globo

Depois de mais de um ano e meio de pandemia, a equipe da Impulso fez sua primeira viagem de campo. Em outubro, a gerente de projetos Daniela Krausz, a analista de projetos Fernanda Martins Castro e o cientista de dados Bernardo Baron foram a Aracaju conhecer de perto a rotina da área de saúde mental da cidade.

Com apoio do Instituto Cactus, a Impulso está desenvolvendo e implementando um conjunto de indicadores para a Rede de Atenção Psicossocial da Secretaria de Saúde de Aracaju e um painel de monitoramento desses dados que possa colaborar com a tomada de decisões das coordenadoras da rede.

A viagem de campo possibilitou um mergulho na rotina destas profissionais e ajudou a identificar momentos estratégicos e desafios para o uso dos dados e indicadores no trabalho cotidiano da rede, bem como fortaleceu o vínculo e o engajamento das gestoras com o projeto.

viagem de campo
Equipe Impulso e coordenadoras da Rede de Atenção Psicossocial de Aracaju

Durante a visita, nossa equipe participou das reuniões estratégicas da gestão, visitou a maioria dos serviços da rede e acompanhou o núcleo gestor nas tarefas cotidianas, gerando novos alinhamentos para o projeto, além de entender melhor o fluxo de dados do município.

“As coordenadoras têm muita vontade de resolver os problemas de gestão da rede de forma sistêmica, mas a rotina intensa e imprevisível faz prevalecer as ações para ‘apagar incêndios’ ou resolver problemas individuais”, conta Daniela Krausz, gerente do projeto. “Elas estão buscando usar algumas das reuniões periódicas para discussões estratégicas e contam que o nosso trabalho e o uso de indicadores têm apoiado nesse processo, porque fornecem uma visão geral do andamento da rede”, completa.

A visita da equipe Impulso consolidou o projeto e deixou as gestoras da rede ainda mais engajadas. Após a viagem, profissionais da rede que ainda enfrentavam dificuldades para compreender os impactos do uso de dados no dia a dia do trabalho manifestaram interesse no projeto.

Ao fim da viagem de campo, as gestoras decidiram estabelecer um espaço de pelo menos 30 minutos na reunião semanal com a coordenação de todos os serviços para abordar a qualidade do cuidado na rede a partir de indicadores estabelecidos com a Impulso. A prática já foi implementada nas semanas seguintes a viagem, com a realização de duas dinâmicas a partir destas métricas. As atividades permitiram que as coordenadoras identificassem os desafios e traçassem as ações a serem seguidas.

Logo após a nossa visita, o projeto foi destaque no noticiário local. A reportagem contou com a participação de Daniela Krausz, gerente sênior de projetos da Impulso, Luciana Barrancos, gerente-executiva do Instituto Cactus e de Mairla Protazio, coordenadora do Plantão Psicológico da SMS de Aracaju.