Receba novidades sobre serviços e produtos gratuitos em saúde pública para governos:

Impulso na Folha: Saúde Mental - Indicadores e dados descomplicados são fundamentais para melhorar a efetividade dos serviços no Brasil

A utilização de indicadores na gestão de saúde potencializa as políticas públicas e a criação de metas na área de Saúde Mental. É o que aponta o artigo publicado na Folha de São Paulo e é assinado por Maria Fernanda Quartiero, Luciana Barrancos do Instituto Cactus e Daniela Krausz e Isabel Opice da Impulso Gov. 

Os dados e indicadores são importantes para auxiliar a tomada de decisão e aprimorar o serviço público de Saúde Mental. Além disso, eles representam uma oportunidade para incentivar a avaliação para compreender como está o funcionamento desses serviços. 

Para as autoras, a falta de indicadores consistentes para medir a efetividade das ações dificulta o processo de revisão das estratégias e a criação de metas na área de Saúde Mental. Existem três obstáculos para o uso de indicadores nessa área no setor público: a subjetividade do diagnóstico, a ausência de uma visão completa da trajetória do usuário na rede de atenção psicossocial e o pouco uso de indicadores de sucesso e de resultado dos serviços de saúde mental.

Por fim, a criação de indicadores de saúde mental pode impactar positivamente as pessoas que usam o sistema de saúde e permitir a otimização dos recursos e dos serviços públicos prestados de saúde mental.